Se você acha que reformas devem ser feitas apenas nas partes aparentes da casa, você está muito enganado. Também é preciso reformar as partes estruturais da residência, incluindo as instalações hidráulicas do imóvel. Desculpe o trocadilho, mas se você não quer entrar pelo cano e deseja manter o seu doce lar na mais perfeita ordem, veja as nossas para as instalações hidráulicas . Confira!

Planeje a disposição dos ambientes da casa
Uma boa maneira de economizar na reforma das instalações hidráulicas é planejar a disposição dos ambientes. O ideal é que a área de serviço, banheiro e cozinha fiquem próximos, pois assim você reduz consideravelmente os gastos com canos, tubos e conexões.

Não abra mão de um bom projeto hidráulico
O projeto hidráulico não é um luxo, é uma necessidade para conduzir a reforma da melhor maneira possível. Um bom projeto hidráulico aponta a altura de cada cano, o diâmetro dos materiais, o local das instalações e até as marcas mais recomendadas para o trabalho. Através do projeto, dá para planejar onde existe espaço para instalar torneiras, privadas, lavatórios e chuveiros.

Contrate bons profissionais
Contratar um encanador de confiança e com experiência suficiente para executar o projeto pode fazer toda a diferença na reforma de suas instalações hidráulicas. Lembre-se que não basta comprar materiais de boa qualidade, se não houver uma pessoa com know how para instalá-los.

Troque materiais antigos
Se as suas instalações forem muito antigas, o mais indicado é trocar os velhos tubos de ferro pelos tubos de PVC. Vale destacar que os tubos de ferro podem causar infiltrações e até mesmo fornecer água contaminada e avermelhada, em decorrência da ferrugem.
Coloque um registro para cada ambiente que tiver água. Em cada cômodo onde houver pontos de água (cozinhas, banheiros, área de serviço), você deve instalar um registro específico. Desse modo, se acontecer algum problema, é só obstruir uma parte e você não ficará sem água na casa inteira.

Guarde o plano de instalação hidráulica
Um detalhe que soluciona muitos problemas futuros é guardar a planta hidráulica após a conclusão da obra. Trata-se de um desenho dos cômodos – ou de fotos, caso você lembre de fazê-las durante a construção – que ilustra o lugar exato por onde passam os canos. Essa é uma informação essencial para futuras reformas e até mesmo para alterações simples, como fazer um furo na parede.
Fazer uma reforma exige muita atenção para evitar que erros aconteçam. Nem todo mundo tem conhecimento da parte hidráulica, tubulações, registros e outras coisas que envolvem a parte de água da casa.

ERROS QUE DEVEM SER EVITADOS
1 – Conversar com o encanador apenas sobre os pontos de água que quer ter em casa (pias, privadas e torneiras), sem entender e verificar como a instalação dos tubos será feita.
As tubulações mal feitas são as principais fontes de problemas com água fria. A má qualidade é muito fácil de esconder, pois os canos ficam embutidos nas paredes. Os pepinos aparecem logo, mas não imediatamente. Portanto é essencial saber quais tubos serão usados na sua casa, por onde vão passar e testá-los antes de fechar as paredes.

2 – Focar apenas na beleza das louças e torneiras.
Contrate um encanador profissional para orientar no projeto e compra das peças. Não adianta ter as melhores louças e torneiras e instalar tudo errado ou comprar a peça inadequada ao uso
Por exemplo, para comprar uma ducha (com aquecimento solar ou a gás) é preciso saber a altura da caixa-d’água até o ponto de instalação porque isso indica a quantidade de ‘m.c.a.’, que é a abreviação de metros por coluna d´água. Na embalagem das duchas, há a indicação de para quantos m.c.a. ela é indicada. Se comprar um modelo incompatível, o jato sairá fraco.
Em apartamentos, quanto mais baixo for o andar, maior é a pressão da água, pois o reservatório fica próximo ao telhado. Se seu apartamento fica 10 metros abaixo da caixa d´água do prédio, isso significa que a pressão será de 10 m.c.a.
Os fabricantes oferecem garantia contra defeitos de fabricação e, nunca, contra defeitos de instalação ou de compra. Fique de olho!

3 – Usar apenas um registro para a casa inteira. Coloque um registro em cada ambiente onde houver pontos de água (banheiros, cozinhas, área de serviço, etc.). Assim, se houver algum problema você pode fechar apenas o trecho necessário, e não fica sem água na casa toda.

DICAS EXTRAS
• Compre tubos e conexões adequadas, para evitar que o encanador use a técnica de derreter parte dos materiais para fazer adaptações.
• O excesso de conexões pode diminuir a pressão da água, criar pontos de obstrução e causar vazamentos.
• Use tubos, canos e conexões de um mesmo fabricante. Isso vai possibilitar uma reforma padrão e evitar problemas de encaixe.
• Para evitar perdas, quebras e desperdícios, guarde os materiais em local arejado, Além disso, as conexões devem ser acomodadas em caixas e os tubos precisam ficar na posição horizontal.
• Procure respeitar as medidas do projeto e priorize o espaço de circulação na hora de instalar vasos e pias.
• As instalações devem ser testadas antes de fazer o contrapiso ou fechar a parede.
• Não se esqueça que as peças sanitárias e os metais (vasos sanitários, pia, torneira, misturadores) devem ser instalados por último.
E aí, você gostou das nossas dicas? Saiba que colocando-as em prática, você vai economizar materiais, reduzir falhas durante a obra, além de evitar dores de cabeça no futuro.