O que é alergia?

Alergia não significa falta de defesa do organismo, mas muito pelo contrário, é uma defesa exagerada contra agentes que não são potencialmente agressivos ao ser humano. Ou seja, uma pessoa alérgica é aquela que é hiperreativa a determinada substância que para uma pessoa normal não despertaria nenhuma resposta. O sistema imunológico das pessoas alérgicas, por características genéticas, interpreta que determinada substância é “tóxica”, e que ele precisa proteger o organismo de sua entrada. É por isto que algumas pessoas convivem normalmente com fatores que causam alergia, como por exemplo a poeira de casa, sem ter sintomas, ao passo que outras podem desenvolver alergias como a Rinite, Rinoconjuntivite e a Asma.

Essas doenças variam na gravidade, precisando ou não de tratamento medicamentoso contínuo e até de imunoterapia, o que deve ser avaliado pelo profissional capacitado da área.

Além das alergias respiratórias, as alergias de pele são extremamente frequentes. As principais são a Dermatite Atópica, Urticária (aguda e crônica) e a Dermatite de Contato. Todas elas tem como sintoma a “coceira” , mas se diferem na apresentação das lesões. Devem ser avaliadas de forma minuciosa para descoberta das possíveis causas, principalmente no caso da Urticária e da Dermatite de Contato, visando o tratamento adequado.

A Dermatite Atópica é uma doença crônica, recorrente multifatorial, que na maioria das vezes as causas específicas não são identificadas.

A Hipersensibilidade a Medicamentos pode acometer a pele, como também causar comprometimento de outros órgãos levando a quadros de maior gravidade, podendo ser fatal.

Nesses casos, a retirada da droga suspeita é a principal medida para resolução dos sintomas.

A Alergia Alimentar é outra morbidade muito presente no nosso meio, que acomete principalmente o público infantil. Os alimentos mais comuns na infância são leite, ovo, trigo e soja, e na fase adulta são as sementes (amendoim, nozes e castanhas), peixes e frutos do mar. Pode se apresentar com uma variedade de sintomas, acometendo pele, sistema gastro intestinal, sistema respiratório e cardiovascular no caso de anafilaxia.

O reação alérgica de maior gravidade é a Anafilaxia, que pode ter como causas principais os alimentos, medicamentos em geral, picadas de insetos, látex, contrastes radiológicos, transfusões, etc.

Nesse caso o paciente deve ser levado, rapidamente, para atendimento hospitalar para que o tratamento adequado aconteça nos primeiros minutos após início da reação .

O medicamento que salva vidas, nesse caso, é a adrenalina, medicação que deve estar disponível nos serviços de urgência e emergência. Para casos de anafilaxia recorrentes, com difícil acesso a hospitais, quando o paciente não for submetido a dessensibilização, orienta-se o uso da caneta de adrenalina, no momento da reação, e encaminhamento imediato para o hospital mais próximo.

A especialidade de Alergia vem ganhando, cada vez mais, espaço entre as especialidades médicas, por conta do aumento das “alergias” em todo o mundo. O paciente deve procurar o profissional médico capacitado nesta área, quando suspeita de alguma doença alérgica.

E fique sempre atento à sua saúde . Ela é seu maior bem!

dra-renata-ass